Eduardo Bolsonaro coloca foto de Trump no perfil do Twitter.

420
Reprodução: Google.

eduardo bolsonaro troca foto de perfil por Donald Trump print twitter

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) trocou sua foto de perfil no Twitter por uma do presidente norte-americano Donald Trump. A alteração foi feita no domingo (10), como forma de protesto contra a decisão da rede social de banir as contas oficiais do republicano.

– Após uma análise detalhada dos recentes atos autoritários do Twitter e do contexto em torno deles, especificamente como estão sendo recebidos e interpretados dentro e fora do Twitter, vou usar uma imagem do Trump permanentemente, devido ao risco de mais incitamento à violência – escreveu o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) trocou sua foto de perfil no Twitter por uma do presidente norte-americano Donald Trump. A alteração foi feita no domingo (10), como forma de protesto contra a decisão da rede social de banir as contas oficiais do republicano.

– Após uma análise detalhada dos recentes atos autoritários do Twitter e do contexto em torno deles, especificamente como estão sendo recebidos e interpretados dentro e fora do Twitter, vou usar uma imagem do Trump permanentemente, devido ao risco de mais incitamento à violência – escreveu o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O bloqueio permanente da conta de Trump na sexta-feira (8) foi feito sob o argumento de “risco de mais incitação à violência”, em referência à manifestação do dia (6) que resultou na invasão do Capitólio. O Twitter disse ter feito uma “revisão das postagens de Trump e de seus contextos” para chegar à decisão. Apoiadores de Donald Trump, como Eduardo Bolsonaro, têm trocado as fotos pelas do republicano desde então.

Servidores como o Google, Amazon, e Apple seguiram em decisões na mesma linha desde sábado (9). As empresas removeram o aplicativo Parler de seus serviços sob a justificativa de que a plataforma “não modera seus conteúdos” e “incita a violência”. A rede social era amplamente usada por apoiadores de Donald Trump e parte da manifestação no Capitólio foi organizada por meio dela.

Fonte: Pleno.news

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui