Em meu artigo “É POSSÍVEL SEQUESTRAR O BRASIL?” exemplifiquei que o Brasil já foi sequestrado por bandidos e que a cidade do Rio de Janeiro foi o alvo do sequestro. Pois bem, trezentos anos se passaram e vemos essa realidade se apresentar outra vez.

Não se assuste leitor, não há barcos nas costas brasileiras nem pessoas armadas falando francês maltratando o pobre povo carioca, dessa vez o rei mandatário é o STF e e os piratas corsários não são nada mais nada menos que os homens do tráfico.

Como devem saber, no dia (05/06) o ministro Edson Fachin do STF concedeu uma liminar (provisória), para proibir operações policiais em favelas do Rio de Janeiro durante a pandemia do vírus chinês, sob pena dos policiais serem responsabilizados civil e, acreditem, CRIMINALMENTE.

Somente operações justificáveis e devidamente autorizadas por escrito poderão ser efetuadas. E caso aconteça, que o policial não se esqueça da máscara, até porque andar sem máscara pode tirar a vida de um inocente criminoso. É triste ver que a vida de um traficante que inferniza a vida do cidadão da comunidade não pode ser confrontada nem com uma arma e muito menos com um vírus. A vida de um traficante é quase sagrada.

O pedido da liminar foi feito pelo Partido Socialista Brasileiro que comemorou em tom de “vitória” a decisão do ministro: “Talvez seja a mais importante vitória contra o racismo institucional” disse em nota o líder do PSB na Câmara, Alessandro Molon (RJ) sobre a decisão do ministro.

Agora as comunidades estão seguras, podem morrer nas mãos tráfico mas não morrerão de corona vírus.

Pois bem, ontem, dia (28/07), essa liminar começou a ser votada pelos ministros, por enquanto três votos já estão em concordância com a liminar: Fachin, Rosa Weber e Ricardo Lewandowski. O STF afirma desse modo que o problema nas favelas é na verdade a presença da polícia e não a do tráfico.

Na prática, a decisão estabelece um território soberano dos bandidos, um poder paralelo, um feudo “favelístico” onde a polícia não pode entrar. Nem sequer um feudo medieval foi tão drástico, pois o senhor do feudal tinha a responsabilidade de proteger os que lá viviam dos ataques de fora. Agora, nos feudos das favelas, os bandidos têm a mais plena liberdade para oprimir o seu povo e não ser importunado pela força policial. Na prática, as favelas são territórios separados do Brasil.

Só nos resta saber: que dia o Estado Brasileiro vai inaugurar embaixadas nas favelas ?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui