Bolsonaro vai ao Supremo contra Alexandre de Moraes

1166

Neste sábado (25/07) o presidente Jair Bolsonaro anunciou que a AGU, Advocacia Geral da União, protocolou uma Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) no Supremo Tribunal Federal, contras as decisões do ministro Alexandre de Moraes por ter bloqueado contas em redes sociais de apoiadores do governo. Tal medida é um reflexo do inquérito das Fake News.

O presidente Bolsonaro nas últimas semanas tem se demostrado aberto a dialogar  e agir dentro dos limites do poder Executivo. O presidente afirmou em suas redes sociais que “usará as armas da democracia”.

A AGU, em sua ação assinada pelo presidente, não citou os nomes dos apoiadores investigados, mas o fato crítico de um ministro do Supremo Tribunal ter tomado tal decisão. A ação pede que o plenário do STF que suspenda as decisões judiciais do ministro.

Segundo o presidente e a AGU, medias assim afrontam diretamente a Constituição, pois “Em uma democracia a liberdade de expressão, assim como a liberdade de imprensa são fundamentais”.

Nas suas redes sociais, o presidente Bolsonaro anunciou a medida e afirmou: “Caberá ao STF a oportunidade, com seu zelo e responsabilidade, interpretar sobre a liberdades de manifestação do pensamento, de expressão (…) Além dos princípios da legalidade e da proporcionalidade”.

 

FONTE: Conjur.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui