Aprovada PEC do FUNDEB

28

O FUNDEB é o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica, é um conjunto de fundos contábeis formado por recursos dos três níveis da administração pública do Brasil para promover o financiamento da educação básica pública.

Apesar do nome bonito e da proposta de melhorar a educação no Brasil dando mais dinheiro para a educação, a coisa não é boa.

Atulamente o Brasil investe mais do seu pib em educação do que os Estados Unidos e outros países desenvolvidos.

Contudo o retorno não é nem de longe satisfatório. De acordo com o PISA (programa internacional de avaliação de alunos) o Brasil ocupa as posições mais baixas do ranking.

Então por quê direcionar mais recursos para algo que não funciona? Existem muitos fatores para se considerar.

Um deles é a melhoria dos salários dos professores sem ter a certeza de uma melhoria prática. A proposta é incoerente e desnecessária pois garante mais direitos aos professores mesmo sem ter certeza de retorno no investimento. Como garantir mais salários sem ter a certeza de melhorias?

Desse modo o encaminhamento do recurso fica mais obscuro e o que é ainda pior, assegurado pela constituição.

Outra questão que se põe é: se a constituição é federalista, por quê a União deve decidir os rumos da educação em vez de deixar os estados livres para operar mudanças?

Em ano de eleições essa lei favorece o status quo do estado, das classes, dos sindicatos e do apoio aos velhos politicos

Na terça-feira (21) de Julho o aumento do ralo do FUNDEB foi aprovado e os únicos deputados a votar contra foram:

 

Bia kicis (PSL/DF)

Paulo Martins (PSC/PR)

Felipe Barros (PSL/PR)

Luiz P de Orléans e Bragança(PSL/SP)

Chris Tonietto (PSL/RJ)

Márcio Labre (PSL/RJ)

Junio Amaral (PSL/MG)

Esse poucos deputados da base de apoio do Presidente Bolsonaro estão atentos ao que se passa no congresso dia e noite.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui