“A lista secreta de Abraham Weintraub”

188

Antes do então Ministro da Educação Abraham Weintraub pedir demissão do cargo, em virtude de possíveis perseguições veladas, ele teria deixado uma lista com nomes de pessoas que ele gostaria que ocupasse cadeiras no Conselho Nacional de Educação, de acordo com informações extra oficiais. Esse conselho é uma parte crucial na construção das diretrizes educacionais do Brasil. Temas como “ideologia de gênero” e “Escola Sem Partido”, passam pelo filtro do Conselho Nacional de Educação. Infelizmente, os indicados do Ex-ministro Weintraub não foram divulgados publicamente. Talvez para evitar que os nomes sofressem algum tipo de assédio da extrema imprensa, porém, há o outro lado da moeda! Não sabermos quais são os indicados do Ex-ministro Abraham Weintraub anula a transparência de como os processos foram conduzidos, no sentido de ser impossível saber quem conduziu, os critérios usados, o tempo de decisão e, o mais importante, a comparação das competências acadêmicas dos possíveis indicados. A ausência de publicidade também foi um fato que contribuiu para o erro bárbaro da Agência Brasileira de Inteligência que simplesmente percebeu o tamanho dos equívocos no currículo do último ministro por meio da imprensa, algo que poderia ter sido resolvido antes de uma nomeação, se fosse observado no momento certo. Outra questão é que indicações que agradariam o Centrão poderiam ganhar destaque e repercussão nacional e ser evitadas a tempo, pois, nas palavras de Ludwig von Mises, “A humanidade precisa, antes de tudo, se libertar da submissão a slogans absurdos e voltar a confiar na sensatez da razão”.

Pela liberdade,

Vitor von Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui